A implantodontia hoje: uma necessidade incontestável dentro das clínicas odontológicas

Nós, profissionais com mais de 30 anos de experiência clínica, estamos sempre acompanhando às mudanças na odontologia, assim como as mudanças dos nossos pacientes após a chegada da implantodontia.

 

 

Todas as especialidades se revigoraram frente a ela e a sua rápida evolução. A possibilidade em reabilitar pacientes edêntulos, deixando-os novamente com dentes, devolvendo-lhes a função e estética, é gratificante para os dois lados do tratamento: paciente e profissional da saúde bucal.

A demanda e a necessidade das pessoas em reaver sua autoestima impulsionou inúmeras clínicas, que se apoiavam nas reabilitações de cargas imediatas e facilidade em prazos de pagamento. Assim, envolveu-se todas as classes sociais e houve um verdadeiro enxame de franquias e cursos (de atualização e especialização), fazendo que os profissionais procurassem por um upgrade em seus currículos e, consequentemente, buscando a melhoria de seus consultórios.

ACESSE TAMBÉM: Conheça o Mini-Estheticone, da Microplant

As especialidades coligadas, como a periodontia, a cirurgia e a prótese, tiveram de se reinventar frente às novas bases biológicas e de se desenvolver técnicas que trouxessem a excelência clínica.

Somente 30 anos se passaram e sabemos que nos compêndios médicos e odontológicos isto significa apenas um virar de páginas que, com certeza, teremos muito a aprender.

Eu, como consultor científico da Microplant, levo aos meus alunos o meu aprendizado acumulado nesses 36 anos de profissão, mostrando-lhes a necessidade de sempre crescer através de especialidades, sejam elas mestrados e doutorados, mas principalmente através da evidência clínica, que é onde se baseia todos estes títulos.

 

Artigo escrito por Dr. Geraldo Paglia, Consultor Científico da Microplant, R.T 29379.

 

Para mais informações sobre nossos componentes, ligue (11) 2990-5533 ou entre em contato através do WhatsApp (11) 93770-8426 (11) 98736-5089 (81) 99680-0133.

 

ACESSE TAMBÉM: Previsibilidade no risco de exposição de membranas de d-PFTE reforçada com titânio utilizada na regeneração óssea guiada